BLOG SALOÁ DESTACA

DESDE: DEZEMBRO DE 2011 COM NOTICIAS DE SALOÁ E REGIÃO, BRASIL E DO MUNDO !

BLOG SALOÁ DESTACA

DESDE: DEZEMBRO DE 2011 COM NOTICIAS DE SALOÁ E REGIÃO, BRASIL E DO MUNDO !

BLOG SALOÁ DESTACA

DESDE: DEZEMBRO DE 2011 COM NOTICIAS DE SALOÁ E REGIÃO, BRASIL E DO MUNDO !

BLOG SALOÁ DESTACA

DESDE: DEZEMBRO DE 2011 COM NOTICIAS DE SALOÁ E REGIÃO, BRASIL E DO MUNDO !

BLOG SALOÁ DESTACA

DESDE: DEZEMBRO DE 2011 COM NOTICIAS DE SALOÁ E REGIÃO, BRASIL E DO MUNDO !

sábado, 16 de novembro de 2019

VEJA COMO VAI FICAR A MATRIZ DE SÃO VICENTE EM SALOÁ APOS A REFORMA


Chegou à nosso grupo no WhatsApp as imagens do projeto de reforma da Igreja Matriz de São Vicente de Paulo da cidade de Saloá-PE. As instalações ficaram muito bonitas.








sexta-feira, 15 de novembro de 2019

PODCAST SALOÁ DESTACA - ASSUNTO: LEI SECA


O podcast é como um programa de rádio, porém sua diferença e vantagem primordial é o conteúdo sob demanda. Você pode ouvir o que quiser, na hora que bem entender. Basta acessar e clicar no play. Os temas são os mais abrangentes possíveis. Cinema, TV, Literatura, Ciências, Profissionais, Política, Notícias, Culturais, Religiosos, Educacionais, Humorísticos, Musicais, Esportivos… Ufa! E Tem muito mais.

O Blog Saloá Destaca agora tem PODCAST SALOÁ DESTACA


O podcast é como um programa de rádio, porém sua diferença e vantagem primordial é o conteúdo sob demanda. Você pode ouvir o que quiser, na hora que bem entender. Basta acessar e clicar no play. Os temas são os mais abrangentes possíveis. Cinema, TV, Literatura, Ciências, Profissionais, Política, Notícias, Culturais, Religiosos, Educacionais, Humorísticos, Musicais, Esportivos… Ufa! E Tem muito mais.

Como Ouvir Podcast

Via site: Abra o post do episódio em nosso site, clique no player e ouça automaticamente. Lembramos também que o ultimo episódio estará sempre a disposição na barra lateral de nosso site para você ouvir sempre que quiser.

1º episódio no link: http://saloadestaca.blogspot.com/2019/11/podcast-saloa-destaca-assunto-lei-seca.html

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Pernambucanos vencem Desafio Inova Escola


Iniciativa lançada pela Fundação Telefônica Vivo mobilizou 4,4 mil
educadores e selecionou os cinco melhores projetos do país


A Fundação Telefônica Vivo anunciou, na noite de ontem (13), em São Paulo, os cinco projetos vencedores do Desafio Inova Escola, iniciativa que visa estimular processos inovadores no âmbito escolar, em prol da construção de uma cultura de inovação na escola. Dos cinco vencedores, dois são pernambucanos: Bastião Atômico, da Escola Municipal de Tempo Integral São Sebastião, em Jaboatão dos Guararapes (PE) e  Itavivo, da Escola Municipal Constâncio Maranhão, em Vitória de Santo Antão (PE). Cada um deles receberá assessoria técnica especializada por seis meses, a fim de apoiar a implementação e avaliação do plano de inovação, apoio financeiro de até R$ 10 mil, além de intercâmbio entre representantes dos planos selecionados e outras escolas inovadoras brasileiras.

Os demais vencedores foram os projetos Inova IEMA, da IEMA - Instituto Estadual de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão Unidade Plena Itaqui Bacanga, de São Luís (MA); Guerreiros do campo, da EMEF Joana Darc, em Nova Esperança do Piriá (PA);  e IFF9!, do IFF - Instituto Federal Fluminense Campus Itaperuna, em Itaperuna (RJ). A seleção foi feita entre 1.250 equipes de educadores, de 1.180 escolas, por um júri de especialistas. Houve representação de todos os estados brasileiros mais o Distrito Federal, totalizando, 763 municípios. A escola pública representou 90% do total de inscrições. Deste total, foram selecionados 25 finalistas das 5 regiões do Brasil que, além de concorrerem ao prêmio nacional, receberam voto popular.

Entre os 25 finalistas, os vencedores regionais pelo voto popular foram: Arteduca, da EE Professora Zeni Vieira, em Sinop (MT), pela região Centro-oeste; Equipe Santa Terezinha, da Escola Municipal Santa Terezinha, em Coruripe (AL), pelo Nordeste; Nenhum a menos!, da Escola Estadual Ministro Waldemar Pedrosa, em Parintins (AM), pela região Norte; Juntos somos mais fortes, da EMEF Cândida Soares Machado, em Guarapari (ES), pela região Sudeste; e Urbano, da EMEFE Pe. Urbano Teixeira da Fonseca, em Guaramirim (SC), na região Sul. Cada um deles recebeu um certificado pelo potencial de mobilização da comunidade escolar.

O Desafio Inova Escola é promovido pelo Programa ProFuturo, da Fundação Telefônica Vivo e Fundação Bancária “la Caixa”. Seu objetivo é fomentar processos inovadores no âmbito escolar que favoreçam a construção de uma cultura de inovação na escola e o desenvolvimento dos estudantes nas competências para o século XXI. O diferencial do Desafio é o caráter colaborativo no qual educadores construíram, em equipes, projetos que possam melhorar o ambiente escolar por meio de uma trilha formativa.

O Desafio Inova escola contou com a parceria da Representação no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e do Movimento de Inovação na Educação. A iniciativa também teve a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).
“Acreditamos que a construção colaborativa é a melhor forma de implantar novos conceitos na educação. Tudo na Fundação segue este fluxo e não seria diferente no Desafio. Os parceiros foram fundamentais na construção de toda a metodologia, desde o fluxo de informações à validação de ideias. Todo o planejamento do Desafio Inova Escola foi uma construção coletiva, ouvimos especialistas, técnicos e escolas e cada um de nossos parceiros colocou sua experiência à disposição do projeto. Isso faz dele um prêmio ainda mais completo e especial”, explica Americo Mattar, diretor presidente da Fundação Telefônica Vivo.

Sobre os projetos vencedores da etapa nacional
Bastião atômico
A necessidade da comunidade ao acesso à água e ao seu uso consciente instiga esta equipe a construir uma cultura de sustentabilidade ao realizar oficinas com robótica, uso de práticas de tecnologias alternativas e parcerias com colaboradores da região, startups, escolas e universidades. O objetivo é garantir a distribuição de água para os espaços da escola e para vivências pedagógicas, como aulas experimentais e hortas.

Educador responsável: Alexsandro Alberto da Silva
Equipe: Ailton de Souza Lima Brito, Ana Paula Grijp Xavier, Cláudio Nunes da Costa, Edmar Roberto Sobreira Almeida, Jackson Atos Ferreira de Souza, Luís André Jacinto, Vilma Amaral de Souza
Escola: Escola Municipal de Tempo Integral São Sebastião - Jaboatão dos Guararapes (PE)

Itavivo
Com o desafio de criar novos espaços-vivências de aprendizagens para os alunos, a proposta da equipe é integrar a escola com o Parque Natural, onde está localizada, para promover trocas de experiências entre a escola e a comunidade, e para a inclusão de educação ambiental no projeto didático escolar. Como resultado propõe a criação de um Espaço Maker, de uma estufa e de um ambiente de lazer.

Educador responsável: Ewerlline Karen Brito de Oliveira Martiniano
Equipe: Martamiria Delmiro dos Santos Ferreira
Escola: Escola Municipal Constâncio Maranhão - Vitória de Santo Antão (PE)


Inova IEMA
A falta de interdisciplinaridade entre a Base Técnica e a Base Nacional Comum Curricular alinhada à preocupação com o processo de ensino-aprendizagem dos estudantes em sala de aula é o desafio escolhido pela equipe. Para solucioná-lo é preciso reunir os professores de ambas as modalidades para planejamentos interdisciplinares durante o ano.

Educador responsável: Francilma Ronetia Barbosa Marinho Everton
Equipe: Anna Célia Corrêa Mendes, Flavia Regina da Silva Correa
Escola: IEMA - Instituto Estadual de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão Unidade Plena Itaqui Bacanga - São Luís (MA)

Guerreiros do campo
Ao averiguar o alto índice de faltas, de evasão e repetência escolar, esta equipe decide criar estratégias de ensino que possa adequar o cotidiano real do aluno ao ambiente escolar. A proposta é promover oficinas e um calendário escolar mais flexível à comunidade escolar, para melhor acolher e escutar os estudantes.

Educador responsável: Erica Correa de Sousa
Equipe: Aglaís Oliveira Assunção, Cirley da Silva Ferreira, Francisco Antonio dos Santos Rodrigues, Márcio Jesus Morais da Silva, Maria Marcilene Alves da Silva, Maria Rosidalva Alves Barros
Escola: EMEF Joana Darc - Nova Esperança do Piriá (PA)


IFF9!
Diante das dificuldades de aprendizagem dos alunos e casos de retenção, a equipe planeja ações de acolhimento e promoção da autonomia dos alunos para melhor gestão do tempo, conciliando liberdade e responsabilidade. Além disso, propõem a simulação de Empresas Juniores e de desenvolvimento de jogos digitais educativos baseados em obras literárias de domínio público.

Educador responsável: João Felipe Barbosa Borges
Equipe: Camila Ramos de Oliveira Nunes, Carine Lavrador de Farias, Cláudia Aleixo Alves, Fabiana Castro Carvalho de Barros, Joselia Rita da Silva, Michelle Maria Freitas Neto, Orlando Pereira Afonso Junior
Escola: IFF - Campus Itaperuna - Itaperuna (RJ)

Sobre os projetos vencedores por voto popular

Centro-Oeste
Arteduca
A baixa frequência dos alunos dos anos finais do ensino fundamental é o desafio a ser encarado por esta equipe. A proposta é realizar mudanças na configuração do espaço escolar e nas práticas pedagógicas, com ações inovadoras e artísticas, para que os alunos passem a frequentar mais a escola. 

Educador responsável: Jacinaila Louriana Ferreira
Equipe: Claudia Michelle Weirich Caetano, Elaine C.S. de M. da Silva, Juliana Ap. do C Ananias da S Fernandes, Ketheley Leite Freire
Escola: EE Professora Zeni Vieira - Sinop (MT)

Nordeste
Equipe Santa Terezinha
Percebendo que o acesso à internet e tecnologia é uma realidade distante dos estudantes, a equipe propõe a inclusão digital na instituição ao considerar desde a conscientização e apoio dos pais e responsáveis até ao incentivo às práticas de tecnologias aplicadas em sala de aula.

Educador responsável: Sheillane Regina dos Santos
Equipe: Adja Roberta da Silva Santos, Benielle Amorim da Silva, Flávia Silva Rocha, Jéssica Siqueira dos Santos, Luana Costa Cerqueira, Poliana da Silva Santos Ferreira, Vilma Fernandes Marques
Escola: Escola Municipal Santa Terezinha - Coruripe (AL)

Norte
Nenhum a menos!
Buscando criar um ambiente mais inclusivo aos estudantes, principalmente às pessoas com deficiência, a equipe deseja gerar um espaço de conhecimento e integração. Para transformar a realidade, propõem uma educação inclusiva e a instalação da sala de recurso com mobiliários adaptados, cadeiras com ajustes e ferramentas escolares adaptadas.

Educador responsável: Mary Sônia Dutra de Alencar
Equipe: Carmem Helena Batista Azevedo, Claudia Alessandra Batista Alfaia, Erica de Freitas Ferreira Souza, Evanilda Leocadio Simas, Luciane da Silva Mendes, Rejeane Maria Ramos Mourao, Vilma Vasconcelos Costa
Escola: Escola Estadual Ministro Waldemar Pedrosa - Parintins (AM)

Sudeste
Juntos somos mais fortes
Propõem desenvolver metodologias alternativas que corroborem para o aumento da autoestima dos alunos, pois este foi o problema encontrado pela equipe, colocando em evidência os potenciais criativos dos alunos. O plano tem como ação a criação de um programa de monitoria nas salas de aula, envolvendo todas as disciplinas.

Educador responsável: Fernanda da Silva Geraldo
Equipe: Cynthia da Rosa Queiroz Gonçalves, Daiane Vieira de Rezende Pinhal
Escola: EMEF Cândida Soares Machado - Guarapari (ES)

Sul
Urbano
Pensando no desperdício de materiais e na falta de conscientização, esta equipe cria estratégias para garantir a discussão desta temática no ambiente escolar. O objetivo é desenvolver a autonomia e conscientização durante a refeição, assim como à separação, reutilização e reciclagem dos resíduos.

Educador responsável: Rúbia Schmitt
Equipe: Claudia Mara Lemke Heinzen, Flavia Regina Lemke Truppel, Janaina da Silva Corrêa, Marcia Sadzinski Maida, Marizete Machado, Roselia Alves Lisboa Madalena Gonzaga, Simoni da Silva
Escola: EMEFE Pe Urbano Teixeira da Fonseca - Guaramirim (SC)

Sobre a Fundação Telefônica Vivo
A Fundação Telefônica Vivo, responsável pelos projetos sociais da Vivo, acredita na Inovação Educativa como forma de inspirar novos caminhos para o desenvolvimento do Brasil a partir da educação. Guiada pela inovação e a disposição em contribuir para a construção de um futuro com mais oportunidades para todos, a Fundação desenvolve projetos que utilizam a tecnologia para gerar novas metodologias de ensino-aprendizagem, estimular o empreendedorismo social e o exercício da cidadania. Com 20 anos de atuação no Brasil, faz parte de uma rede formada por outras 17 fundações presentes da Europa e América Latina, integrantes do Grupo Telefónica.

Sobre o ProFuturo
A iniciativa global ProFuturo é uma união de Fundação Telefônica Espanha e Fundação Bancaria "la Caixa", com a missão de reduzir as desigualdades da educação em 28 países da África, América Latina e Ásia. Atualmente, 50 milhões de crianças não tem acesso a nenhum tipo de educação. Diante desta realidade, a ProFuturo aspira proporcionar educação de qualidade a 10 milhões de crianças em risco de vulnerabilidade social até 2020.

Canais:
Web: fundacaotelefonica.org.br

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Governo de Pernambuco, UFRPE e PUC vão avaliar qualidade dos pescados no Estado


Foto: Divulgação/SDA
O Governo do Estado, em parceria com a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), vai avaliar a qualidade dos pescados no litoral do Estado. Ao todo, serão coletadas 150 amostras de pescados em 12 localidades pesqueiras atingidas pelo derramamento de óleo no litoral. Nesse primeiro lote, as análises ficarão sob a responsabilidade da PUC/RJ, laboratório certificado que presta serviços à própria Petrobras em questões relacionadas à contaminação por petróleo.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Agrário do Estado, Dilson Peixoto, o objetivo da análise é dar segurança aos pescadores e à população de Pernambuco quanto à segurança dos pescados no litoral. “Esta análise vai nos dar condições de afirmar se houve contaminação dos pescados e, em caso positivo, em que intensidade. Só a partir dessa avaliação será possível afirmar se os pescados estão livres de contaminação e liberados para o consumo da população”, explicou o secretário, acrescentando que o foco das análises é a pesca artesanal, não contemplada pelas fiscalizações já realizadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e pela Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária (Adagro) com a indústria e os entrepostos com cadastro federal e estadual.

A previsão é que em dez dias sejam liberados os primeiros resultados. As primeiras 50 amostras foram enviadas à PUC nesta segunda-feira (11) e as amostras restantes devem ser enviadas ainda esta semana. A coleta está sendo realizada por alunos do departamento de Engenharia de Pesca da Universidade e extensionistas do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA).

Entre as espécies coletadas estão moluscos (ostra, marisco e sururu), peixes (budião, saramunete, sapuruna, tainha, xaréu, manjuba, agulha, camurim, vermelho, pampo, bonito, dourado, bagre, raias e cações) e crustáceos (lagosta, camarão, caranguejo, guaiamum e siri). As coletas estão sendo realizadas nos estuários do Rio Capibaribe, Itapissuma, Itamaracá, Igarassu, Goiana, Paulista, Cabo de Santo Agostinho, Rio Formoso, Tamandaré, Ipojuca e São José da Coroa Grande.

Após essas primeiras coletas, será iniciado um trabalho de monitoramento dos pescados no litoral de Pernambuco, por prazo indeterminado. “Esse tipo de acidente, com possibilidade de contaminação por hidrocarbonetos, tende a deixar vestígios por muito tempo, por isso a necessidade de manter o monitoramento dos pescados por meses e até anos”, detalhou Dilson Peixoto.

A expectativa é que esse trabalho de monitoramento seja assumido pelo Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep), que atualmente está em fase de certificação de seu laboratório para análise de contaminação por hidrocarbonetos.

BALNEABILIDADE
Na última sexta-feira (8), a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) divulgou o resultado de análise das águas no litoral pernambucano. Após duas baterias de análises, realizadas pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) em parceria com outras instituições, não foram detectadas nas amostras presença de hidrocarbonetos, compostos orgânicos encontrados no petróleo e que, em grandes concentrações, podem causar danos à saúde. Ao todo, foram examinadas amostras de 16 praias, buscando identificar os 21 principais compostos presentes no petróleo e todas foram consideradas próprias para o banho.

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Prefeitura de Saloá começa a entregar o IPTU 2019!


A Prefeitura Municipal de Saloá começa a entregar as guias do Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), referente ao ano de 2019.
Com a arrecadação do tributo, a administração municipal executa obras de infraestrutura na cidade, além também de realizar serviços considerados essenciais para a população nas áreas de saúde, de segurança e de educação.
A guia de pagamento do IPTU 2019 está sendo entregue nas residências e conta com um desconto de 20% para quem efetuar o pagamento até do dia 27 de dezembro e agora uma novidade, a guia pode ser paga em qualquer agência da Caixa Econômica Federal (Caixa Aqui ou Lotérica).
Qualquer dúvida, procurar o Setor de IPTU na Prefeitura Municipal.
Informações de: Ascom Saloá

UPAE Garanhuns dá início ao Natal Solidário 2019


Campanha de arrecadação de donativos segue até início de dezembro

Com a visita do pastor Miguel Arambarri, responsável pelo Desafio Jovem trindade, instituição que trabalha na recuperação de dependentes químicos (álcool e outras drogas), a UPAE Garanhuns deu início ao projeto Natal Solidário 2019, que este ano vai para sua 6ª edição. O Desafio é a instituição parceira para as doações. Em 2018, cerca de 13 outras instituições filantrópicas foram beneficiadas em Garanhuns e região.

O Natal Solidário da unidade de saúde, segundo o coordenador geral, Gustavo Amorim, faz parte do Natal da Rede IMIP em todo o estado. "Nossa campanha conta com a participação dos funcionários da UPAE e colaboradores terceirizados, e este ano, pela segunda vez, realizamos nossa Gincana Solidária, o que tem proporciona mais integração, alegria e doações.” – afirma o gestor.

O pastor Miguel Arambarri, agradeceu à equipe da UPAE Garanhuns e afirmou que as doações são muito importantes para a manutenção da casa que abriga atualmente mais de 20 homens em regime de internato, com trabalhos terapêutico, clínico e religioso.

NATAL SOLIDÁRIO

Em 2014, por iniciativa dos funcionários, os donativos arrecadados foram destinados ao Abrigo São Vicente de Paulo. Em 2015, já integrada à campanha estadual do IMIP, o Natal Solidário fez a primeira parceria com o Desafio Jovem Trindade. Em 2016 atendeu ao CEAC, abrigo de crianças, do Governo do Estado. Em 2017 O Natal Solidário chegou à Creche Lar Eterna Aliança, em Garanhuns. Em 2018, a campanha supreendeu em recebimentos de donativos, superando cinco toneladas, o que levou a UPAE Garanhuns a atender mais instituições, 13 no total.

O Natal Solidário da UPAE Garanhuns conta também com a parceria do Lions Clube Garanhuns Cidade das Flores.

Para saber mais:
UPAE Prof. Antônio Simão dos Santos Figueira
Rodovia BR 423 km 96,8 - Magano - Garanhuns - PE
Proxima → Página inicial