quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Veja como votou cada senador no caso Aécio Neves

Votaram para devolver o mandato a Aécio Neves:

Airton Sandoval (PMDB-SP)
Antonio Anastasia (PSDB-MG)
Ataídes Oliveira (PSDB-TO)
Benedito de Lira (PP-AL)
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
Cidinho Santos (PR-MT)
Ciro Nogueira (PP-PI)
Dalirio Beber (PSDB-SC)
Dário Berger (PMDB-SC)
Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Edison Lobão (PMDB-MA)
Eduardo Amorim (PSDB-SE)
Eduardo Braga (PMDB-AM)
Eduardo Lopes (PRB-RJ)
Elmano Férrer (PMDB-PI)
Fernando Coelho (PMDB-PE)
Fernando Collor (PTC-AL)
Flexa Ribeiro (PSDB-PA)
Garibaldi Alves (PMDB-RN)
Hélio José (PROS-DF)
Ivo Cassol (PP-RO)
Jader Barbalho (PMDB-PA)
João Alberto Souza (PMDB-MA)
José Agripino (DEM-RN)
José Maranhão (PMDB-PB)
José Serra (PSDB-SP)
Maria do Carmo Alves (DEM-SE)
Marta Suplicy (PMDB-SP)
Omaz Aziz (PSD-AM)
Paulo Bauer (PSDB-SC)
Pedro Chaves (PSC-MS)
Raimundo Lira (PMDB-PB)
Renan Calheiros (PMDB-AL)
Roberto Rocha (PSDB-MA)
Romero Jucá (PMDB-RR)
Simone Tebet (PMDB-MS)
Tasso Jereissatti (PSDB-CE)
Telmário Mota (PTB-RR)
Valdir Raupp (PMDB-RO)
Vicentinho Alves (PR-TO)
Waldemir Moka (PMDB-MS)
Wellington Fagundes (PR-MT)
Wilder Morais (PP-GO)
Zezé Perrella (PMDB-MG)

Votaram para manter Aécio Neves afastado do mandato:

Acir Gurgacz (PDT-RO)
Alvaro Dias (PODE-PR)
Ana Amélia (PP-RS)
Ângela Portela (PDT-RR)
Antonio Carlos Valadares (PSB-SE)
Fátima Bezerra (PT-RN)
Humberto Costa (PT-PE)
João Capiberibe (PSB-AP)
José Medeiros (PODE-MT)
José Pimentel (PT-CE)
Kátia Abreu (PMDB-TO)
Lasier Martins (PSD-RS)
Lídice da Mata (PSB-BA)
Lindbergh Farias (PT-RJ)
Lúcia Vânia (PSB-GO)
Magno Malta (PR-ES)
Otto Alencar (PSD-BA)
Paulo Paim (PT-RS)
Paulo Rocha (PT-PA)
Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
Regina Souza (PT-PI)
Reguffe (sem partido-DF)
Roberto Requião (PMDB-PR)
Romário (PODE-RJ)
Ronaldo Caiado (DEM-GO)
Walter Pinheiro (sem partido-BA)

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Tadeu Alencar fecha os olhos para a realidade

Emissário do governo Paulo Câmara, o deputado Tadeu Alencar tem a impossível tarefa de negar o que os pernambucanos sentem na pele: nosso estado está parado e, muitas vezes, andando para trás. Esse não é um debate estrito sobre a piora dos indicadores econômicos ou sociais, embora eles também sejam constatados na pesquisa do Centro de Liderança Política, em parceria com a consultoria Tendências e a revista The Economist. Citado pelo senador Armando Monteiro, o levantamento ratifica o sentimento da maioria da população.
 
O que Eduardo Campos começou, Paulo Câmara parou. Só não vê quem não quer. Vejam o exemplo do Pacto pela Vida. Pernambuco tirou zero na segurança pública. E segundo o referido estudo, caímos cinco posições no ranking de competitividade e condições de vida dos estados. Resultado pior só o do Amapá.
 
Atacar o senador Armando Monteiro é inútil. Ele é um homem público respeitado em todo o Brasil. Por onde passou, produziu bons resultados. O trabalho no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) é reconhecido por autoridades de várias matizes, e continua gerando bons frutos nas exportações do país. Em Pernambuco, o polo automotivo de Goiana é exemplo de setor beneficiado pela visão ampla e o espírito público de Armando. 
 
Já Paulo Câmara nunca fez direito o seu papel de articulação política em favor de Pernambuco. A bem da verdade, enquanto o senador se colocava à disposição dos interesses do estado, ninguém soube do governador tentando destravar qualquer bloqueio político, aqui ou em Brasília. Aliás, a falta de liderança e articulação é a única marca desse governo.
 
Tadeu fecha os olhos para a dura realidade de Pernambuco. E imagina um estado de fantasia, como vemos na propaganda milionária do governo. O pior cego é o que não quer ver.

José Humberto Cavalcanti
Presidente estadual do PTB e deputado estadual

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Dia de Nossa Senhora Aparecida

Dia de Nossa Senhora Aparecida é comemorado em 12 de outubro e é considerado feriado nacional no Brasil.
Esta é a data que homenageia a padroeira do Brasil. O Dia de Nossa Senhora Aparecida foi oficialmente instituído a partir do decreto de lei nº 6.802, de 30 de junho de 1980.
Devido à importância que esta santa possui no país, foi construído um santuário dedicado a ela no estado de São Paulo. O Papa João Paulo II, em visita ao Brasil, consagrou a basílica brasileira como o maior santuário dedicado à Virgem Maria em todo o mundo.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Bandidos explodem caixa eletrônico em Saloá-PE

Cerca de 12 homens fortemente armados explodiram na madrugada desta quarta-feira (11) um caixa eletrônico de um posto de atendimento bancário de Saloá, no Agreste de Pernambuco.
Moradores informaram à Polícia Militar que os criminosos fizeram algumas pessoas reféns. De acordo com a PM, o grupo utilizou dinamites para explodir o caixa.
Segundo a polícia, os homens ainda foram até outra agência bancária do município, quebraram a porta de vidro do estabelecimento e danificaram um dos caixas. Os criminosos fugiram e, até a publicação desta matéria, ninguém foi preso.
O caso será investigado pela Delegacia de Polícia Civil local. O Instituto de Criminalística (IC) irá fazer uma perícia dos estabelecimentos.
Do G1 Caruaru e Região

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Armando acusa ministro da Saúde de sabotar o próprio governo

O senador Armando Monteiro (PTB-PE) acusou, nesta segunda-feira (9), o ministro da Saúde, Ricardo Barros, no plenário, de desafiar as decisões jurídicas favoráveis à Hemobrás e de “estar solapando o posicionamento do próprio governo” a quem serve. O petebista protestou contra as tentativas do ministro, “recorrentes”, segundo ele, de inviabilizar o projeto da estatal em Pernambuco, ao insistir em retirar dela a fabricação do fator recombinante, medicamento de alta densidade tecnológica e elevado valor agregado essencial no tratamento da hemofilia.
 
Armando referiu-se a recente audiência do presidente Michel Temer à bancada federal de Pernambuco em que ficou decidido que a fabricação do fator recombinante, que o ministro quer transferir para o Paraná, permanecerá na Hemobrás. O senador pernambucano lembrou que, em meados de agosto, por determinação do presidente da República, Barros manteve reunião com os ministros pernambucanos Fernando Filho (Minas e Energia), Bruno Araújo (Cidades) e Mendonça Filho (Educação), da qual foi o único parlamentar a participar, em que a decisão foi anunciada por nota oficial do Ministério.
 
De acordo com Armando, a audiência pública, realizada em 25 de setembro, na qual o Ministério da Saúde anuncia a licitação para a importação de 300 milhões de unidades do fator recombinante fora da parceria da Hemobrás com o laboratório Shire desrespeita medida liminar da Justiça Federal de Brasília. A decisão judicial rejeitou pedido do Ministério para suspender a liminar em que foi mantida a parceria da Hemobrás com o Shire na produção do fator recombinante, que havia sido revogada por portaria de Barros.
 
Apoiado por apartes dos senadores Cristovam Buarque (PPS-DF) e Jorge Viana (PT-AC), Armando Monteiro lembrou também, além da decisão da Justiça de Brasília, que o TCU (Tribunal de Contas da União) determinou a manutenção da parceria com o Shire e que o ministério Público Federal de Pernambuco está ingressando com ação civil pública para impedir a licitação da importação do fator recombinante fora da parceria.

“Na avaliação do Ministério Público, o Ministério da Saúde estaria criando uma situação de emergência de forma artificial para evitar a compra por meio da Hemobrás, que utilizaria seu parceiro internacional”, declarou Armando. Para o senador petebista, tal medida, se confirmada, atenta contra a própria sobrevivência da Hemobrás, porque o fornecimento do fator recombinante adquirido do Shire até a estatal iniciar a produção em Goiana é sua única fonte de geração de receita.

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Desde janeiro até o dia 9 de outubro, 54 pessoas foram assassinadas em Garanhuns

Do G1     Ainda falta mais de dois meses para acabar o ano de 2017, mas o número de homicídios em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, já ultrapassou o total registrado em 2016. Até o dia 9 deste mês, de acordo com levantamento feito pelo G1, Foram 54 crimes contra a vida. Em 2016, 51 pessoas foram vítimas em Garanhuns.
Durante o ano passado inteiro, foram contabilizados 53 homicídios. A marca foi ultrapassada após um segurança de 29 anos ser morto a tiros no domingo (8) após sair de um jogo de futebol. De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi abordada por criminosos, que estavam em um carro.
Os meses de março e julho, por exemplo, foram os mais violentos do ano, com o registro de 9 pessoas assassinadas em cada mês. No mês de janeiro foram assassinadas 6 pessoas e outras 6 em fevereiro.
Em abril, o número foi de 8, seguido de 2 em maio, e 3 em junho. No mês de agosto, 2 homicídios foram registrados. Oito crimes do tipo aconteceram em setembro e 2 em outubro.
O que diz a SDS? 
Por meio de nota, a Secretaria de Defesa Social (SDS) esclareceu que não tem medido esforços no sentido de reduzir os números de homicídios em todo o Estado. "Por meio de ações conjuntas das polícias Civil e Militar, tem fortalecido o trabalho de repressão qualificada aos grupos de extermínio e homicidas. Também tem reforçado o policiamento ostensivo em áreas e horários considerados vulneráveis", diz o texto.
Ainda de acordo com a SDS, operações como Força no Foco e as Rondas Ostensivas de Natureza Extraordinária (Rone) têm sido intensificadas, resultando na prisão de mais de 2 mil homicidas presos até o mês de setembro. "O município de Garanhuns, que está ganhando o reforço de novos policiais militares, através do Batalhão Integrado Especializado (BIESP), já tem registrado, nos últimos meses, queda no número de homicídios. O mês de agosto registrou dois casos de Crimes Violentos Letais Intencionais, sete a menos que o mês de julho, quando foram registrados nove homicídios na cidade", diz a nota.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Prorrogadas as inscrições para Processo Seletivo da Escola de Aplicação da Universidade de Pernambuco em Garanhuns

A Escola de Aplicação Ivonita Alves Guerra, do campus da Universidade de Pernambuco (UPE), em Garanhuns, prorrogou as inscrições para o Processo Seletivo 2018, para novos alunos do 6º ano (antiga 5ª série), e vagas complementares nas demais turmas da escola. Agora os interessados têm até o dia 16 de outubro para realizar a inscrição, para concorrer às vagas relacionadas abaixo:

6º Ano= 70 vagas
7º Ano= 4 vagas
8º Ano= 1 vaga
9º Ano= 2 Vagas
1º Ano= 6 Vagas
2º Ano= 8 vagas

As inscriçõe estão sendo feitas na secretaria da escola, no campus da UPE em Garanhuns, de segunda a sexta-feira, no turno da manhã (08:00h às 12:00h), mediante a apresentação dos documentos necessários e do pagamento da taxa no valor de R$ 80,00.

A Escola de Aplicação Ivonita Alves Guerra está entre as 5 melhores do país e é atualmente a escola da região com as melhores notas e taxas de aprovação em diversas avaliações como IDEB, SAEB,ENEM. Portanto, o Processo Seletivo é uma oportunidade imperdível para os jovens estudantes.

Documentos necessários para inscrição:
* duas fotos 3x4;
* xerox de certidão de nascimento ou RG do estudante;
* xerox do comprovante de residência;
* declaração da escola atual;
* pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 80,00.

Outras informações pelo telefone: Telefone: (87) 3761 - 8243 / 8465 / 8466.

Novaes realiza audiência pública sobre Código do Consumidor Estadual

O deputado Rodrigo Novaes (PSD) promoveu, na última quarta-feira (04), no edifício Miguel Arraes, uma audiência pública dentro da Comissão Especial que irá elaborar o Código Estadual de Defesa do Consumidor de Pernambuco, o primeiro do país. O objetivo do encontro foi debater o projeto de lei nº 1512/2017, de sua autoria, com representantes de empresas de varejo e serviços e órgão de fiscalização que estiveram presentes no encontro.

Um dos pontos levantados no colegiado foi a lei complementar 123/2006 sobre o Estatuto da Microempresa. “Nesta norma é estabelecida a obrigatoriedade da dupla visita. O fiscal vai ao estabelecimento comercial e no caso de irregularidade o proprietário é advertido. Em uma segunda visita, se as exigências são forem atendidas é aplicada a penalidade”, explicou Herman Dantas, advogado da Federação de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco (Fecomércio). Para ele, a norma deve estar presente no código estadual porque 99% das empresas brasileiras estão na categoria de microempresa ou empresa de pequeno porte. “Elas são os verdadeiros amortecedores sociais do país”, completou Dantas.

“O fato de poder consolidar a legislação diante de um número significativo de leis estaduais em defesa do consumidor que temos, irá facilitar muito a questão da própria informação”, disse Daniele Senna, gerente jurídica da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-PE). E acrescentou: “Parabenizo a iniciativa e estamos aqui para contribuir com as discussões dos artigos que venham aí a serem inseridos ou modificados na sua aplicabilidade para os consumidores do nosso Estado”.

De acordo com o Novaes, a comissão foi criada para democratizar o debate no entorno da norma que foi criada. “Surgiram várias ideias no sentido de modernizar as leis de defesa do consumidor e já elaboramos um cronograma de trabalho. Até dezembro iremos concluir as tarefas, aprimorando a minuta que desenvolvemos”, ressaltou. O parlamentar destacou, ainda, a importância de ouvir diversos seguimentos envolvidos na relação consumerista. “Pretendemos avançar em uma relação harmônica, desejamos a participação de todos. Não queremos um código que só preveja penalidades, mas, sobretudo, proteja o consumidor e que as normas sejam cumpridas pelos estabelecimentos”, concluiu. 

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Governo Temer tem aprovação de 5% e reprovação de 73%

Pesquisa do instituto Data folha divulgada nesta segunda-feira (2) pelo jornal "Folha de S.Paulo" mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente da República, Michel Temer (PMDB):
  • Ruim/péssimo: 73%
  • Regular: 20%
  • Ótimo/bom: 5%
  • Não sabe: 2%
O Datafolha ouviu 2.772 pessoas, em 194 municípios, nos dias 27 e 28 de setembro de 2017. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
O nível de confiança da pesquisa divulgada nesta segunda-feira, segundo o Datafolha, é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos percentuais, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

domingo, 1 de outubro de 2017

Lula cresce cinco pontos e lidera corrida presidencial

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cresceu cinco pontos percentuais e se isolou ainda mais na disputa pela Presidência da República nas eleições de 2018. Segundo a pesquisa mais recente do Instituto Datafolha, o petista acumula 35% das intenções de voto. Lula somou 30% no levantamento anterior, feito em junho — antes da condenação a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz federal Sergio Moro.
A íntegra da pesquisa será divulgada neste domingo. A prévia do estudo mostra que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e a ex-senadora Marina Silva (Rede) continuam empatados na segunda posição. Bolsonaro oscilou entre 16% e 17%, enquanto Marina variou entre 13% e 14%. Os números correspondem às medições feitas com Lula na disputa e são semelhantes aos índices de junho.
Tanto o governador de São Paulo,Geraldo Alckmin, quanto o prefeito paulistano,João Doria, somaram 8% das intenções de voto. Os tucanos travam uma disputa pela indicação do PSDB para as próximas eleições presidenciais. Alckmin manteve seu índice sem oscilações, enquanto Doria caiu dois pontos percentuais na comparação com a pesquisa de junho. O resultado é frustrante para o prefeito, que tem viajado pelo país para ampliar seu capital político.
Outro ponto de destaque é o crescimento de Lula em todos os cenários testados para um eventual segundo turno. Pela primeira vez o petista vence todos os seus adversários — antes, ele empatava tecnicamente com Marina Silva. A exceção é uma disputa com o juiz Sergio Moro, que nega ter pretensões de disputar a Presidência. O juiz federal, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, continua empatado tecnicamente com Lula.

sábado, 30 de setembro de 2017

Ronaldinho recebe Prêmio de Vereador mais atuante

Ronaldinho
Em sua Pagina no Facebook ele fez um breve agradecimento, veja :

Recebi na noite desta sexta-feira (29/09) o prêmio de vereador mais atuante do município de Saloá neste ano de 2017. O evento foi realizado pela empresa 7 Sinais que realizou a pesquisa de opinião pública. Agradeço a Deus por esta conquista e a população do meu município por ter me concedido esta honra. #semprecomopovo #deusefiel#premiomelhoresde2017

Socorro do Leite agradece por receber o prêmio de Politico mais popular de Saloá


AGRADECIMENTO. 
Não me considero merecedora desta honraria, pois penso que se faz mais pautado na generosidade e amizade que por próprio mérito. Desta forma desejo agradecer penhoradamente aos amigos ALDO SANTOS, CÍCERO MATIAS E TODOS QUE FAZEM A RÁDIO SALOÁ FM. Que o trabalho de vocês seja a rotina para o sucesso.
Parabenizo pela ideia de criar o troféu melhor de Saloá, assim reconhendo aquelas personalidades que contribuem para o desenvolvimento e melhor qualidade de vida para o nosso Município. 
O reconhecimento é um ato nobre, humilde e grandioso, que dignifica a alma. Que seja assim com aqueles que foram reconhecidos com esse troféu. PARABÉNS A TODOS. 
É um privilégio quando temos ao nosso lado pessoas que nos reconhece, mesmo quando achamos que não merecemos. É dessa forma que o povo de Saloá se faz presente na minha vida e da minha família. A MINHA GRATIDÃO POR MAIS ESSA!
MUITO OBRIGADA!

Luiz Carlos, ganha prêmio melhor locutor do ano 2017

Luiz Carlos 
Na noite desta sexta-feira dia 29 de Setembro foi realizada no Salão do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Saloá a festa dos melhores do ano de 2017. Onde foram escolhidos profissionais e empresas que se destacaram durante todo ano em vários seguimentos. Luiz Carlos, radialista e locutor, ficou em 1º lugar na categoria locutor, em pesquisa realizada através da empresa 7 Sinais Comunicação e Publicidade.
Luiz Carlos é locutor em Saloá a 17 anos e diz estar muito feliz pelo prêmio e pelo reconhecimento de seu Trabalho. Segundo Luiz Carlos, tudo isso é fruto de muito trabalho e dedicação.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Apenas 3% acha gestão Temer boa ou ótima

Do msn

Apenas 3% dos brasileiros avaliam a gestão do presidente Michel Temer como boa ou ótima, de acordo com pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta quinta-feira (28). Outros 16% consideram regular e 77% ruim ou péssima. Não souberam opinar ou não responderam 3%.
Na última sondagem, publicada em julho, após a primeira denúncia contra o peemedebista, 70% consideravam a gestão ruim ou péssima, 21% regular e 5% boa ou ótima. Outros 3% não souberam opinar ou não responderam.
A primeira denúncia, na qual Temer era acusado de corrupção, foi rejeitada pela Câmara dos Deputados em agosto. A Casa analisa uma nova denúncia, por obstrução à Justiça e organização criminosa.
No cenário atual, 89% desaprovam a maneira de governar do presidente, 7% aprovam e 4% não responderam. Antes, 83% desaprovavam, 11% aprovavam e 5% não responderam.
De acordo com a sondagem, 6% confiam em Temer e 92% não confiam. Na pesquisa anterior, 10% confiavam e 87% não confiavam.
Os dados foram coletados entre os dias 15 e 20 de setembro, com 2 mil pessoas em 126 municípios. A sondagem tem dois pontos percentuais de margem de erro para mais ou para menos e grau de confiança de 95%.
O governo de Dilma Rousseff, em março de 2016, teve 10% de ótimo ou bom como avaliação, enquanto 69% julgaram seu segundo mandato como ruim ou péssimo.
Em relação ao governo da petista,59% acreditam que a gestão Temer está pior, 8% avaliam que está melhor, 31% igual e 2% não souberam ou não responderam.
Na avaliação anterior, 52% acham pior, 11% melhor, 35% igual e 2% não souberam ou não responderam.
Quanto às perspectivas em relação ao restante do governo do peemedebista, 6% consideram ótimo ou bom, 17% regular, 72% ruim ou péssimo e 5% não souberam ou não responderam. Na sondagem anterior, os percentuais eram de 9%, 22%, 65% e 5%, respectivamente.
Na percepção das áreas de atuação, meio ambiente teve queda de aprovação de 21% para 15% e aumento da desaprovação de 70% para 79%. Já educação teve queda na aprovação de 22% para 17% e aumento na desaprovação de 75% para 81%.
Entre as notícias lembradas pela população estão corrupção (23%), Operação Lava Jato (11%), apreensão de R$ 51 milhões em apartamento ligado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (7%), liberação da exploração na Amazônia, junto com desmatamento na região e venda de recursos naturais do Brasil (5). Em seguida, foi citada a possibilidade de a Procuradoria-Geral da República anular o acordo de delação da JBS.

Aprovado parecer de Armando que dá acesso da baixa renda ao crédito

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, nesta quarta-feira (27), parecer do senador Armando Monteiro (PTB-PE) a projeto alterando a legislação do cadastro positivo, que lista os clientes em dia com suas obrigações financeiras. As mudanças permitirão a redução das taxas de juros e o acesso ao crédito de mais de 20 milhões de brasileiros de baixa renda, atualmente fora do sistema bancário, ressaltou ele. O projeto seguirá direto à votação do plenário do Senado.
 
Criado em 2011 com o objetivo de identificar os bons pagadores e, dessa forma, reduzir os riscos dos bancos na concessão de financiamentos, o cadastro positivo inseriu apenas 5,5 milhões de usuários, o que representa menos de 5% do seu potencial de listagem. Se tivesse funcionado a contento, teria contribuído para diminuir no Brasil o chamado spread (diferença entre o custo do dinheiro captado pelos bancos e o juro final que cobram do cliente), um dos mais altos do mundo, cuja taxa é formada em mais de 50% pelo risco de calote. Com este custo de intermediação menor cairão também os juros finais ao tomador do empréstimo, explicou Armando.
 
Obstáculos removidos - O parecer de Armando parecer – elogiado pelo presidente da CCJ,  Edison Lobão (PMDB-MA), e pelos senadores José Pimentel (PT-CE), Simone Tebet (PMDB-MS) e Ana Amélia (PP-RS) - remove os obstáculos ao bom funcionamento do cadastro positivo. Entre outras modificações na legislação, elimina a exigência de autorização prévia do cliente para ser incluído no banco de dados, mantendo, contudo, o direito de solicitar a exclusão do seu nome a qualquer momento.
 
Armando Monteiro trocou a responsabilidade solidária pela objetiva por eventuais danos aos clientes das instituições que alimentam o banco de dados. Isto significa que cada uma é responsável pelo que faz e não, como ocorre atualmente, todas responderem em conjunto pela eventual falha de uma delas. Em outra alteração, incluiu como fontes de dados as empresas de luz e água e as teles, o que permitirá a inserção no cadastro positivo de ampla parcela da população atualmente sem acesso aos serviços financeiros.
 
Segundo Armando Monteiro, estudo do Banco Mundial mostra que a implantação do cadastro positivo reduz em 40% o risco de calotes e é um instrumento eficiente para maior acesso ao crédito. Informou que, principalmente por não terem histórico prévio nas instituições financeiras, quase 15% da população – mais de 20 milhões de brasileiros de baixa renda – não consegue obter empréstimos, problema que será amplamente atenuado com a inclusão de seus nomes no banco de dados.
 
“Este projeto de lei, de muita importância, terá impactos altamente positivos no ambiente econômico, pois a oferta de crédito é fundamental ao desenvolvimento”, concluiu o senador petebista.

José Accioly
Assessoria de Imprensa Senador Armando Monteiro (PTB)

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Senado aprova parecer de Armando criando fundo eleitoral

Depois de intensas negociações, desde a semana passada, o senador Armando Monteiro (PTB-PE) teve seu parecer criando o Fundo Especial de Financiamento de Campanha aprovado na noite desta terça-feira (26), pelo plenário do Senado. O fundo será formado pelos recursos da compensação fiscal dada às emissoras de televisão e rádio pela veiculação de propaganda partidária, que será extinta, e por 30% do valor das emendas das bancadas parlamentares na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).
 
O projeto segue à votação da Câmara dos Deputados e tem de ser sancionado até o próximo dia 6 para valer no pleito do próximo ano. Armando estima que os recursos do Fundo ficarão entre R$ 1,5 bilhão e R$ 1,7 bilhão, quando, nas eleições de 2014, nas quais era permitido o uso de recursos privados, os gastos declarados dos candidatos superaram R$ 6 bilhões, em valores atuais.
 
Armando assegurou que a destinação de 30% das emendas de bancadas não reduzirá as verbas dos parlamentares à saúde e educação. “A Emenda Constitucional do teto das despesas garantiu o piso de gastos para a saúde e educação. Assim, nenhuma lei poderia colocar em risco   os valores destinados às duas finalidades. As emendas de bancadas voltadas à educação e saúde podem até reforçar os orçamentos das duas áreas, mas nunca os reduzir”, assinala o senador, em seu parecer. 
 
“Se não destinássemos recursos para as eleições claramente identificados e sem ônus adicional aos contribuintes, como estabelece este projeto, estaríamos incentivando o uso de recursos obscuros e clandestinos”, enfatizou Armando Monteiro. Lembrou que o STF (Supremo Tribunal Federal) proibiu o uso de recursos privados nas eleições.
 
O parecer de Armando, elogiado, entre outros, pelos senadores Humberto Costa (PT-PE), Lindbergh Farias (PT-RJ) e Romero Jucá (PMDB-RR), determina que 30% das verbas do fundo serão distribuídos equitativamente entre todos os candidatos de um partido. Determina, também, que 49% do Fundo será distribuído de acordo com a proporção das cadeiras obtidas na Câmara dos Deputados na última eleição; 34% entre os partidos da Câmara de acordo com a composição atual e 15% conforme a posição vigente no Senado.

José Accioly
Assessoria de Imprensa Senador Armando Monteiro (PTB)

Rodrigo Novaes faz pedido ao Ministro da Defesa

O deputado Rodrigo Novaes (PSD) destacou, em seu pronunciamento na última terça-feira (26/09), o pedido feito ao Ministro da Defesa, Raul Jungmann, para que sejam deslocados mais de 200 mil homens do exército brasileiro às fronteiras do território nacional, sem prejudicar a estratégia de segurança e soberania. “Precisamos evitar que armas e drogas continuem a entrar livremente no país”, ressaltou o parlamentar no plenário Eduardo Campos.

“É necessária uma verdadeira operação de guerra. Os estados não conseguirão vencer essa batalha sozinhos. E 70% dos crimes tem relação com as drogas”, afirmou Novaes. Para o vice-líder do governo é o tráfico quem coloca dinheiro no crime, formando um poder paralelo organizado e perigoso, capaz de subornar autoridades e alimentar grupos de extermínio. 

terça-feira, 26 de setembro de 2017

STF afasta do mandato e manda Aécio não sair de casa à noite

Do G1

Os ministros da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negaram nesta terça-feira (26) por 5 votos a 0 pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) para prender o senador Aécio Neves (PSDB-MG), mas, por 3 votos a 2, determinaram o afastamento do mandato e o recolhimento noturno do senador em casa.
Votaram contra o pedido de prisão os cinco ministros da turma – Marco Aurélio Mello (relator), Alexandre de Moraes, Luis Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux. Em relação ao pedido de afastamento do mandato, votaram contra Marco Aurélio Mello e Alexandre de Moraes. Barroso, Rosa Weber e Fux votaram pelo afastamento.
A prisão de Aécio foi negada de forma unânime porque os ministros não consideraram ter ocorrido flagrante de crime inafiançável, única hipótese prevista na Constituição para prender um parlamentar antes de eventual condenação.
Pela decisão, Aécio Neves também ficará proibido de manter contato com outros investigados na Operação Lava Jato e deverá entregar seu passaporte, devendo permanecer no Brasil.
Aécio deverá ser afastado, e seguir as demais restrições, assim que for notificado, o que deve ocorrer nesta quarta-feira (27), segundo o advogado do senador, Alberto Toron.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Até 29/09, Inscrições para Processo Seletivo da Escola de Aplicação da Universidade de Pernambuco em Garanhuns

A Escola de Aplicação Ivonita Alves Guerra, do campus da Universidade de Pernambuco (UPE), em Garanhuns, inscreve, até a próxima sexta-feira (29/09), para o Processo Seletivo 2018, para novos alunos do 6º ano (antiga 5ª série), e vagas complementares nas demais turmas da escola, conforme relação abaixo:



6º Ano= 70 vagas
7º Ano= 4 vagas
8º Ano= 1 vaga
9º Ano= 2 Vagas
1º Ano= 6 Vagas
2º Ano= 8 vagas

Os interessados devem realizar suas inscrições na secretaria da escola, no campus da UPE em Garanhuns, de segunda a sexta-feira, no turno da manhã (08:00h às 12:00h), mediante a apresentação dos documentos necessários e do pagamento da taxa no valor de R$ 80,00.


A Escola de Aplicação Ivonita Alves Guerra está entre as 5 melhores do país e é atualmente a escola da região com as melhores notas e taxas de aprovação em diversas avaliações como IDEB, SAEB,ENEM. Portanto, o Processo Seletivo é uma oportunidade imperdível para os jovens estudantes.

Documentos necessários para inscrição:

* duas fotos 3x4;
* xerox de certidão de nascimento ou RG do estudante;
* xerox do comprovante de residência;
* declaração da escola atual;
* pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 80,00.

Outras informações pelo telefone: Telefone: (87) 3761 - 8243 / 8465 / 8466.