terça-feira, 31 de maio de 2016

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO HOSPITAL REGIONAL DOM MOURA‏



A direção do Hospital Regional Dom Moura vem a público esclarecer sobre uma situação que foi tratada como denúncia por um blog local, e que ganhou repercussão em grupos nas redes sociais, sobre uma suposta cobrança por uma ambulância para transferência de uma paciente para Recife.

Na noite do último sábado (28), uma paciente deu entrada na emergência com edema em um dos olhos, devido um acidente. Era necessária a sua transferência para uma Unidade Oftalmológica Especialista, na Capital Pernambucana. O Hospital não dispunha de ambulância, e a Assistente Social plantonista tentou conseguir em Garanhuns, não obtendo êxito. Em contato com o Secretário de Saúde do município de Paranatama, este liberou uma ambulância para a transferência da paciente de Garanhuns, entretanto o veículo não estava abastecido, e ainda se ofereceu para abastecer, mas levaria um certo tempo. Em contato com a família foi informado que o valor de combustível para o veículo ir a Recife, e retornar, seria em torno de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais). Em nenhum momento foi cobrado taxa, até porque é crime e prática inexistente no hospital. O veículo veio para Garanhuns, foi abastecido pela família, provavelmente com apoio de amigos, e seguiu com a paciente para a capital, por volta de 1h da manhã, retornando somente no dia seguinte.

Ratificamos que o atendimento do Hospital foi correto, satisfatório e atendeu a emergência dentro do protocolo da Secretaria de Saúde do Estado, indo além de suas responsabilidades, buscando uma ambulância com as secretarias municipais da Regional de Saúde que pudessem atender à paciente.

Infelizmente a direção não foi procurada pelo meio de comunicação que fez a suposta denúncia, antes de gerar esta ampla repercussão negativa, quando todos os profissionais de saúde envolvidos no caso deram um bom exemplo em favor da saúde pública, no atendimento à paciente da emergência.

Garanhuns, 30 de maio de 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário