sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

VILMA DA PRATA RESPONDE A ACUSAÇÕES DE AIRTON MACIEL

Por Vilma da Prata

Honestidade zelo e compromisso marca minha história neste munícipio. Desafio uma pessoa que prove um ato desonesto durante todos esses anos que venho nesta caminhada. A prova é que tenho até hoje apenas um status de vereadora mas levo uma vida muito humilde por duas razões: nunca recebi nem um real pra mudar de grupo ou votar qualquer tipo de matéria naquela casa ou qualquer ato que venha contrariar meus princípios e o compromisso de honrar a confiança e o privilégio que saloá me concedeu pela segunda vez e sendo a segunda vereadora mais votada. Não tenho receio de dizer diante de uma rede social que além de vereadora sou professora e não tenho nem uma casa própria para morar e sabe por quê? Sinto dentro do meu coração a carência de cada pessoa que bate na minha porta sofrendo com um filho doente sem dinheiro para comprar um remédio e por muitas outras situações parecidas e não pense que não sei de fato qual é minha função. Tanto conheço meu papel como exerço. Estou fechando o ano de 2014 com mais de 80 projetos. Briguei com todas as minhas forças por melhores salários, tanto na educação como na saúde. (insalubridade,adicional noturno) tenho projetos na área de saúde, educação segurança, especialmente para beneficiar as pessoas mais necessitadas. Mesmo com muita dificuldade de acesso a informação, procurei. Estive semanalmente no ministério Público e mensalmente no Tribunal de contas, buscando meios para acompanhar a aplicação dos recursos Públicos. Não posso dizer que tive muito êxito, todos sabem os desafios enfrentados por um vereador da oposição dentro do nosso munícipio. Quanto a matéria postada pelo sr. Secretário. Sou professora de carreira, fiz um concurso público em 1996, sou do quadro efetivo deste município, sou da educação, portanto no nosso país professores e médicos podem de forma respaldada pela Lei acumular mais de um vinculo. Durante dois anos do governo anterior acumulei mais um vínculo, só que nunca recebi nem 50% do salários em questão, nunca me afastei das minhas funções, ganhei meu dinheiro de forma honesta e constitucional, trabalhando todos os dias. Ainda hoje continuo exercendo duas funções, estou vereadora e continuo sendo professora da ativa todos os dias estou dentro da minha sala de aula. Pelo grande conhecimento que tenho hoje na política Regional, quase todos os vereadores são funcionários e não estão exercendo suas funções porque estão a serviço dos municípios, mas eu estou dia-a-dia dentro da minha sala de aula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário