terça-feira, 4 de novembro de 2014

PROFESSORES DE SALOÁ ESTÃO DE GREVE POR TEMPO INDETERMINADO


Foi decretada na manhã desta terça (04) no plenário da câmara de vereadores de Saloá, a 1ª greve da história de Saloá. Depois de muitas tentativas governo e professores não chegaram a um entendimento, classe reivindica entre outros direitos repasse de 8,32% que a prefeitura vem negando desde o mês de Janeiro de 2014. Possivelmente Saloá é o único município de Pernambuco que não fez o repasse.

Cerca de 50 professores efetivos estiveram presentes na reunião que culminou com a deflagração da greve. A decisão foi unânime e nenhum dos presentes apresentou proposta que não fosse a GREVE. Exatamente às 11:02h depois de votação ficou decidido que os professores da rede pública de ensino de Saloá, estão oficialmente em GREVE POR TEMPO INDETERMINADO.

NEGOCIAÇÃO – Antes da assembleia a representante do sindicato a Srª. Cida, juntamente com a comissão que representa os professores tentaram contato com o prefeito Ricardo Alves (PMDB) onde o mesmo disse que não negociaria com o sindicato que não está legalizado, propôs negociar apenas com a comissão, onde os mesmos disseram que tinham representatividade legalizada e não aceitaram a conversa sem a presença do sindicato. Ainda segundo membros da comissão o prefeito teria mando um vereador chamar a comissão de professores para junto com a comissão da prefeitura irem até o tribunal (sem informar porém qual seria o tribunal) resolver a questão.

FUTURO – Os professores estão em greve indeterminada e pedem o apoio dos alunos, dos pais e de toda sociedade. Nesta quarta (05) haverá concentração dos mesmos defronte à prefeitura e depois irão até o ministério público solicitar uma audiência pública com o promotor Alexandre Bezerra para resolver a situação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário