segunda-feira, 6 de maio de 2013

Torcedor tricolor é baleado no bairro do Espinheiro após vitória do Santa Cruz


O primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano prometia ser de paz fora de campo. Só prometia. Após a vitória do Santa Cruz por 1 a 0 sobre o Sport, o comandante de operações policiais para o Clássico, o major Reginaldo Pereira, comemorava o fato de nenhum incidente mais grave ter acontecido após a partida. Porém, após às 20h30, a tranquilidade acabou. Um grupo de cerca de 20 torcedores tricolores realizou um arrastão na Avenida Agamenon Magalhães próximo ao Hospital Unimed e o resultado foi uma pessoa baleada.

O jovem atingido era um dos membros do grupo que cometia os delitos e foi alvejado por um motociclista. De acordo com informações dos amigos do rapaz baleado que estavam na emergência do Hospital da Restauração, o autor do disparo trajava uma camisa do Sport.

A polícia ainda investiga o caso, mas não confirmou as informações e nem conseguiu identificar o atirador. De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital da Restauração, a bala atingiu o ombro do torcedor e ficou alojada no tórax. Os médicos realizaram uma drenagam e o baleado já está na enfermaria, onde passa bem, sem correr risco de morte. O jovem, que alega ser menor de idade, diz ter apenas 16 anos. Porém, até o fechamento desta edição, a informação não foi confirmada pois o rapaz não portava nenhum documento.

Além do rapaz baleado, outro adolescente foi detido pela GPCA por conta do arrastão. O fato lamentável ficou por conta da sinceridade de um dos membros do grupo. Segundo o comissário do 13º batalhão da Polícia Militar, que realizou a prisão dos infratores, o detido admitiu que o grupo estava realizando furtos na área e foi surpreendido pelo motociclista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário