sábado, 4 de maio de 2013

Em evento ao lado de ministro, Campos evita polemizar com o PT


O governador de Pernambuco,Eduardo Campos (PSB), adotou um discurso mais comedido politicamente, nesta sexta-feira (03), no último dia da sua jornada de compromissos no interior do estado, iniciada no feriado do Dia do Trabalhador. Em agenda ao lado do ministro da Integração Nacional,Fernando Bezerra Coelho (PSB), em Garanhuns, no Agreste, o socialista evitou criar polêmicas com oPT.
Perguntado sobre uma possível movimentação do partido da presidente Dilma Rousseff no sentido de retirar o PSB de cargos federais, Campos, presidente nacional da sigla, esquivou-se: "Não vou falar sobre isso, não está na minha pauta". Recentemente, foi publicado no Diário Oficial da União a demissão de socialistas que integravam altos cargos na Indústrias Nucleares do Brasil (INB).
O clima durante o evento que o governador participou, no entanto, era praticamente de pré-campanha. O socialista teve uma recepção calorosa por parte de moradores, trabalhadores e prefeitos da região. Em uma faixa assinada por "Agricultores do Agreste", era possível ler um recado de incentivo: "Governador, você fez muito por Pernambuco. Temos certeza que fará muito mais pelo Brasil".
O ministro Fernando Bezerra Coelho, cuja transferência para o PT é especulada nos bastidores, voltou a afirmar que é a favor da aliança entre os dois partidos e disse não saber de qualquer retaliação contra socialistas no governo federal. "Eu não tenho essa informação", desconversou. Conhecido por ter boa circulação entre os petistas, o ministro, contudo, mostrou-se entusiasmado com a possibilidade de Eduardo Campos alçar voos mais altos na política.

Nenhum comentário:

Postar um comentário