quinta-feira, 16 de maio de 2013

COMBINAÇÃO FATAL DO BOCA JUNIORS E ERROS DO ÁRBITRO ELIMINAM TIMÃO

Pegue o Boca Juniors, escale Riquelme e o deixe sob o comando de um senhor chamado Carlos Bianchi. Uma combinação quase sempre fatal na Libertadores, principalmente contra times brasileiros. E foi assim contra o Corinthians de Tite, com uma ajuda considerável da arbitragem do paraguaio Carlos Amarilla. Dois pênaltis não marcados, dois gols mal anulados e um empate em 1 a 1 eliminaram o Timão do torneio sul-americano nesta quarta-feira, no Pacaembu. O atual campeão invicto caiu nas oitavas de final, mas saiu aplaudido pelo bando de loucos que reconheceu seu brio em campo - e concentrou sua raiva na arbitragem.
Os erros foram tão claros que até o diário "Olé" reconheceu a ajuda do árbitro eestampou em seu site a manchete "Una mano Amarilla" ("Uma Mão Amarela"), num trocadilho com o nome do paraguaio.

fonte >> G1.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário