sábado, 30 de março de 2013

PM usa bomba de efeito moral durante venda de ingressos do Ba-Vi


  A Polícia Militar usou bomba de efeito moral e gás lacrimogêneo após uma confusão entre torcedores do Esporte Clube Bahia, na fila para venda de ingressos na Arena Fonte Nova, estádio sede da Copa das Confedereções e Copa do Mundo em Salvador, na manhã desta sexta-feira (29).
Desde a noite de quinta-feira (28), torcedores se concentraram no entorno da Arena Fonte Nova para comprar os ingressos do clássico Ba-Vi, que vai inaugurar o novo estádio no dia 7 de abril. Segundo a Polícia Militar, houve seis feridos leves, que foram encaminhados ao hospital para atendimento. Ninguém foi detido.A confusão ocorreu pouco depois das 10h, quando a bilheteria foi aberta. Algumas pessoas chegaram a desmaiar no local. A PM informou que a confusão foi registrada apenas na concentração do Esporte Clube Bahia.O garçom Robson Cruz, 22 anos, torcedor do Bahia, estava no entorno da Arena no momento do tumulto. "Estou aqui desde as 17h de ontem [quinta-feira]. A fila estava certinha, só que teve uma confusão lá na frente, e os policiais jogaram bomba de gás lacrimogêneo e spray de pimenta", relatou.
Através da assessoria, o consórcio Arena Fonte Nova confirmou que houve um tumulto entre os torcedores do Bahia, que precisou ser controlado pela PM. Segundo a assessoria, por volta das 10h30, a situação Por volta das 12h desta sexta-feira, os ingressos vendidos nas bilheterias da Arena Fonte Nova e do estádio de Pituaçu foram esgotados. As vendas continuam apenas no estádio Manoel Barradas, mais conhecido como Barradão, para torcedores do Vitória, a R$ 75.

Os ingressos para o clássico do futebol baiano também foram vendidos na internet, a partir da meia-noite desta quinta-feira e esgotaram em uma hora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário