terça-feira, 26 de março de 2013

Coreia do Norte ordena artilharia para estar pronta para combate


A Coreia do Norte ordenou nesta terça-feira suas unidades de artilharia de foguetes estratégicos e de longo alcance para que estejam prontas para o combate, tendo como alvos as bases militares americanas em Guam, no Havaí e dentro dos Estados Unidos, depois de sobrevoos de bombardeiros dos EUA.
A ordem, emitida em uma comunicado do comando supremo militar da Coreia do Norte, é a mais recente retórica inflamada de Pyongyang desde o início dos exercícios militares conjuntos realizados pelas forças dos EUA e da Coreia do Sul no início deste mês.
O ministério da Coreia do Sul disse que não viu nenhum sinal de ação militar iminente da Coreia do Norte.
"A partir deste momento, o Comando Supremo do Exército Popular da Coreia estará colocando em postura de combate todas as unidades de artilharia, incluindo as de longo alcance, e unidades de foguetes estratégicos, que terão como alvos as bases americanas dentro dos EUA, no Havaí e em Guam", disse a agência de notícias norte-coreana KCNA.
Anteriormente a Coreia do Norte fez uma ameaça de ataque nuclear contra os EUA e a Coreia do Sul, apesar de não se acreditar que o país tenha capacidade de atingir a parte continental do Estados Unidos com uma arma atômica. Mas bases militares americanas na região do Pacífico podem ser atingidos pelos mísseis de médio alcance de Pyongyang.
O ministério da Defesa da Coreia do Sul disse que não detectou nenhum sinal de atividade incomum por militares do Norte, mas vai acompanhar a situação. Seul e forças militares dos EUA estão realizando treinos até o final de abril, que eles destacaram ser estritamente de natureza defensiva.
A Coreia do Norte já havia ameaçado contra-atacar os militares dos EUA acusando Washington de fazer preparativos de guerra, usando bombardeiros B-52 que voaram sobre a península coreana, como parte dos exercícios conjuntos com Seul.
A Coreia do Norte disse anteriormente que revogou um armistício que encerrou a Guerra da Coreia (1950-1953) e já ameaçou realizar um ataque nuclear contra os Estados Unidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário